receita-federal

(pt_BR) Contribuintes devem ficar atentos às mudanças na declaração do Imposto de Renda

1 ano atrás 0 0 501

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Dr. Rodrigo Bley, advogado tributarista do escritório Ogusuku&Bley, de Sorocaba-SP (3)

Contribuintes devem ficar atentos às mudanças na declaração do Imposto de Renda

1 ano atrás 0 0 395

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language. Entenda o que mudou no preenchimento dos dados neste ano, para não correr o risco de cair na malha fina da Receita Federal. Os contribuintes têm até o dia 30 de abril, às 23h59 do horário de Brasília, para entregar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). O advogado especialista em Direito Tributário Dr. Rodrigo Bley, do escritório Ogusuku & Bley Advogados, de Sorocaba (SP), destaca que a Receita Federal está cada vez mais exigente em relação à divulgação dos dados. “O objetivo é evitar fraudes e sonegações. Portanto, o contribuinte dever redobrar a atenção para evitar cair na malha fina e ter problemas com o Fisco”, orienta. Malha fina é um termo contábil

Leia mais

Dr. Rodrigo Bley, advogado especialista em Direto Tributário do escritório Ogusuku&Bley

Despesas médicas são gargalo para a malha fina do IRPF

1 ano atrás 0 0 801

Especialista aponta principais divergências na hora de declarar; veja como evitar a retenção. Diversos motivos podem levar alguém a cair na malha fina do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF). Em caso de erro, a Receita Federal permite que o contribuinte verifique a pendência no extrato pelo site do órgão (www.fazenda.gov.br), antes de ser intimado para corrigir o engano na declaração. Somente em 2017, 747 mil declarações foram retidas na malha fina, devido a inconsistências nas informações. De acordo com o advogado especialista em Direito Tributário, Dr. Rodrigo Bley, do escritório Ogusuku & Bley Advogados, de Sorocaba (SP), um dos principais gargalos que levam à retenção da declaração de IRPF são as despesas médicas. Segundo ele, no momento do cruzamento dos dados entre os valores gastos e recebidos pelos profissionais liberais da área da saúde, a Receita Federal tem encontrado muitas divergências. “O Fisco cruza as informações de quem emitiu

Leia mais